Seguidores

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O amor verdadeiro, pleno

O amor não significa o que normalmente se entende pela palavra. O amor usual é apenas um disfarce; algo mais está oculto por trás dele.

O amor real é um fenômeno totalmente diferente. O amor usual é uma exigência, o real é um compartilhar. Ele conhece a alegria do dar e nada conhece do exigir.

O amor usual finge demais. O amor real é, nunca finge; ele simplesmente é. O amor usual se torna enjoativo, açucarado, chato, o que se chama de amor piegas. Ele é enjoativo, nauseante. O amor real alimenta; ele fortalece a sua alma.

O amor usual alimenta somente o seu ego — não o você real, mas o irreal. Lembre-se: o irreal sempre alimenta o irreal, e o real alimenta o real.

Torne-se um servo do amor real, e isso significa tornar-se um servo do amor em sua pureza suprema. Dê, compartilhe tudo o que você tiver, compartilhe e tenha prazer com esse compartilhar.

Não ame como se fosse uma obrigação, pois assim toda a alegria vai embora. E nunca sinta que você está obrigando o outro a dar algo em troca, nem mesmo por um único instante. O amor nunca pede nada em troca. Pelo contrário, quando alguém recebe seu amor, você se sente grato. O amor fica agradecido por ter sido recebido.

O amor nunca espera recompensa nem agradecimento. Se o agradecimento é feito, o amor sempre é pego de surpresa. Essa é uma agradável surpresa, pois não havia expectativa.

http://www.palavrasdeosho.com/

Meu povo que aqui vem, estou em terras gaúchas, Horizontina, vim ontem trazer minha filha e vou ficar por aqui uns 15 dias, curtindo filha e genro e o friooooo!
ah, a gisele bündchen não está aqui....


 seriam as cinzas do vulcão sobre o rio uruguai?!
 

tá friooooo!!! 
                                                    








Horizontina - RS

9 comentários:

casa de fifia disse...

olà!!!
adorei a poesia....
bom findi.
bacione

Anônimo disse...

como anônimo,diante das mazelas do Blogger,aqui pouso para te agradecer as ternas palavras, em comentários formas,merci,amada pessoa amiga!

viva la vida

ricardo calmon

Lou disse...

Oi Shan Tinha, como vai você? Coisa boa poder curtir a filha, o genro e o frioziiiinho.
Como disse em seu post, o amor real é bom demais.
bjs Lou

Tracy disse...

Lovely photos

Jeferson Cardoso disse...

Olá, shan-Tinha! Que maravilha estes 15 dias que você terá para curtir. Curta muito. Traga todas as novidades para compartilhar com a gente. Obrigado por sua atenção aos meus pombinhos de Hitchcock! [sorrio]

Anne Lieri disse...

Shan,um texto reflexivo e muito especial!As fotos estão lindas!Que delicia de lugar!Bjs e bom final de semana!

Su disse...

Shan excelente texto, sempre aprendo muito com você... obrigada!

Curta muitoooooooo o passeio e a família!!!

Beijos e tudo de bom!

Su.

Silvia Ordonhes disse...

Lindo texto com certeza Shan-Tinha,
o amor nunca espera recompensa nem agradecimento. Se o agradecimento é feito, o amor sempre é pego de surpresa etc.Adorei,sucesso a você e só alegria
junto a familia!bjs no core

Silvia Ordonhes disse...

Obrigada shan-Tinha
muito boa essa verdinha!
bjs e seja bem vinda sempre
que puder!