Seguidores

domingo, 9 de janeiro de 2011

Meme relâmpago

Indicação/sugestão da larissa do blog O ELEMENTO FOGO - 

http://oelementofogo.blogspot.com/


Você copia e cola na postagem a figura abaixo e responde:


 1- Faça 3 desejos:

1- Viver muito ainda
2- Buscar sempre a paz e a harmonia
3- Viajar

2- Indique 3 blogs:

Sou trainee em blog embora sempre lia alguns e foi o que me incentivou a ter o meu, por conta disso indico blogs que tenho acompanhado mais de perto nos últimos tempos:

1 - http://paulotamburro.blogspot.com/ do paulo - humor em textos


2- http://umapitadadecadacoisa.blogspot.com/ - da silvia azevedo


3- http://pequenoinventario.blogspot.com/ do max

3- Feliz 2011

Recebi essa mensagem na última semana do ano e gostei muito, leia, você vai gostar!

Hoje é o último dia do ano de 2010... e depois da meia noite, virá o Ano Novo.

O engraçado é que - teoricamente - continua tudo igual...
Ainda seremos os mesmos. Ainda teremos os mesmos amigos. Alguns o mesmo emprego. O mesmo parceiro(a).
As mesmas dívidas (emocionais e/ou financeiras). Ainda seremos fruto das escolhas que fizemos durante a vida.
Ainda seremos as mesmas pessoas que fomos este ano...
A diferença, a sutil diferença, é que quando o relógio nos avisar que é meia-noite, do dia 31 de dezembro de 2010, teremos um ano INTEIRO pela frente! Um ano novinho em folha!
Como uma página de papel em branco, esperando pelo que iremos escrever.
Um ano para começarmos o que ainda não tivemos força de vontade, coragem ou fé...
Um ano para perdoarmos um erro, um ano para sermos perdoados dos nossos....
365 dias para fazermos o que quisermos...
Sempre há uma escolha...
E, exatamente por isso, eu desejo que vocês façam as melhores escolhas que puderem.
Desejo que sorriam o máximo que puderem.
Cantem a música que quiserem. Beijem muito. Amem mais. Abracem bem apertado.
Durmam com os anjos. Sejam protegidos por eles.
Agradeçam por estarem vivos e terem sempre mais uma chance para recomeçar.
Agradeçam as suas escolhas, pois certas ou não, elas são suas e
ninguém pode ou deve questioná-las.
Quero agradecer aos amigos que eu tenho:
Aos que me acompanham desde muito tempo.
Aos que eu fiz este ano.
Aos que eu escrevo pouco, mas lembro muito.
Aos que eu escrevo muito e falo pouco.
Aos que moram longe e não vejo tanto quanto gostaria.
Aos que moram perto e eu vejo sempre.
Aos que me 'seguram', quando penso que vou cair.
Aos que eu dou a mão, quando me pedem ou quando me parecem um pouco perdidos.
Aos que ganham e perdem.
Aos que me parecem fortes e aos que realmente são.
Aos que me parecem anjos, mas estão aqui e me dão a certeza de que este mundo é mesmo divino.
Obrigado por fazerem parte da minha história.
Espero que 2011 seja um ano bem mais feliz, repleto de luz, amor, saúde e prosperidade!!!


Enquanto refletia sobre três desejos meus,  lembrei dos TRÊS ÚLTIMOS DESEJOS DE ALEXANDRE O GRANDE.

Para refletir

Quando, à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos
1 – Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2 – Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas…); e
3 – Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.
Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou; a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:
1 – Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;
2 – Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
3 – Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos…


Fique por dentro:


Alexandre, o Grande
Busto de Alexandre o Grande no Museu Capitoline de Roma.
A velocidade, nível e estratégia com que Alexandre, o Grande (356-323 a.C.) esculpiu o seu império é material para a lenda. Ele foi o melhor comandante militar do mundo antigo e possuía um incansável vigor para a expansão. Seu maior sucesso foi conquistar a Pérsia, o maior rival da Grécia. O império de Alexandre não se estendeu apenas pelo mundo grego, mas também dentro do Egito (onde ele fundou a cidade de Alexandria) e no Paquistão.
Alexandre conquistou não apenas com poder, mas utilizando sua inteligência. Em lugar de destruir os países que conquistou, ele os regeu com justiça e assimilou seus habitantes em seu governo e seu exército. Isto ficou conhecido como política da fusão.
Mas ele era um homem com defeitos. Alexandre bebia muito, abusou de sua saúde até o limite em incansáveis batalhas, e não deixou herdeiros. Exausto, Alexandre morreu de febre com apenas 32 anos. Sem ele, seu império não demorou muito em colapsar.

http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/grecia_expansao/grecia_alexandre_grande/index.shtml

Um comentário:

Silvia Azevedo disse...

Muito obrigada pela indicação!!!