Seguidores

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Os dois lobos dentro de nós

O velho avô, disse a seu neto que veio a ele com raiva de um amigo, que lhe havia feito uma injustiça:

- Deixe-me contar-lhe uma história. Eu mesmo, algumas vezes, senti grande ódio daqueles que "aprontaram" tanto, sem qualquer arrependimento daquilo que fizeram. Todavia, o ódio corrói você, mas não fere seu inimigo.

É o mesmo que tomar veneno, desejando que seu inimigo morra.
Lutei muitas vezes contra estes sentimentos.
E ele continuou: - "É como se existissem dois lobos dentro de nós".

Um deles é bom e não magoa.

Ele vive em harmonia com todos ao redor dele e não se ofende quando não se teve intenção de ofender. Ele só lutará quando for certo fazer isto, e da maneira correta. Mas o outro lobo, Ah! esse é cheio de raiva. Mesmo as pequenas coisas o lançam num ataque de ira! Ele briga com todos, o tempo todo, sem qualquer motivo. Ele não pode pensar porque sua raiva e seu ódio são muito grandes.

É uma raiva inútil, pois sua raiva não irá mudar coisa alguma!
Algumas vezes é difícil conviver com estes dois lobos dentro de nós, pois ambos tentam dominar nosso espírito.

O garoto olhou intensamente nos olhos de seu avô e perguntou:
- "Qual deles vence, vovô?"
O Avô sorriu e respondeu baixinho:

"Aquele que eu alimento mais".

Reflitamos!

Durante milhares de anos temos trabalhado para fazer deste planeta grande hospício, e infelizmente conseguimos.
Uma pessoa criativa  não pode ser violenta

http://www.palavrasdeosho.com/2011/04/violencia.html

http://1.bp.blogspot.com/-mRZ_uESLpWk/TZ7ut7i0msI/AAAAAAAAA8o/OQr5i3RIpkY/s1600/A+parceria.jpg

Nós todo somos um!!!

6 comentários:

Lou disse...

Foi bom reler esta história. Faz a gente refletir mais um pouco e deixar mágoas irem embora... Temos mesmo que alimentar mais e melhor nosso lobo bom, embora nestes tempos loucos seja um pouco mais difícil pórem, não impossível.
Gosto das suas histórias.
bj carinhoso da Lou

Rui Pires disse...

Linda mensagem.
Adorei essa primeira foto, muito interessante, assim como a mensagem presente na segunda.

Bom fim de semana,

Rui Pires - OLHAR D'OURO - Portugal

ONG ALERTA disse...

Somos racionais e irracionais...mas o amor cura, beijo Lisette.

Anne Lieri disse...

Shan,quanta verdade nesse belo e sábio conto!Eu adorei!Pode postar o texto que desejar no meu blog coletivo que será uma honra ter vc por lá!Mande-me um email para eu lhe passar a senha!Bjs,

Eva disse...

Shantinha querida, super linda essa fábula, faz a gente pensar o que realmente vale a pena, beijos e um bom final de semana.

Baú da Dadá disse...

Menina, que linda essa estória!!!
E é bem verdadeira!
Quantas vezes nos envenenamos por causa dos outros, e nos esquecemos que o problema tem a exata dimensão que emprestamos a ele.
Nossa, eu precisava mesmo ler isso hoje!
Obrigada, querida!Deus te abençoe!
Bjs
Renata